“Pela primeira vez, há céu sobre a minha casa.”

“A cama é engolidora de saudade.”

“Talvez minha voz seja um pano; sim, um pano que limpa o tempo.”

“Estar morto é uma mentira;
O morto apenas não sabe parecer vivo.”

“As mulheres sonhavam com vestidos novos para saírem. Para serem abraçadas pela felicidade.”

“Ensinaram-me tanta vergonha em sentir prazer, que acabei sentindo prazer em ter vergonha.”

Mia Couto, em O fio das missangas (Companhia das Letras).

Leia +

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments