No método irônico de Deus, o que consideramos desvantagens pode operar como vantagem, verdade que Jesus frisou em quase todas as histórias que contou e nos contatos humanos que fez. Destacou o bom samaritano, não os líderes religiosos privilegiados como exemplo de misericórdia. para seu primeiro missionário, escolheu outra samaritana, uma mulher com ficha de cinco casamentos desfeitos. Apontou para um soldado pagão como modelo de fé e tranformou um ganancioso cobrador de impostos chamado Zaqueu em um modelo de generosidade. Ao partir, transferiu seu mandato para um grupo de camponeses, quase todos incultos, dirigido pelo traidor Pedro. Cada uma dessas escolhas destaca a ironia da redenção

Autor: Philip Yancey, pág:272

PS: só uma observação pessoal, estava eu olhando aquele início de livro, onde ficam as datas de edição, informações tecnicas sabe? Aí, de repente, o que eu vejo? Revisão de provas: Judson Canto, Rosa M. Ferreira … e… Sérgio Pavarini! hehehe

o cara é um Mc Gayver!! hehe

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments