“O gosto da maçã não está nem na própria maçã – a maçã não pode ter gosto por si mesma –, nem na boca de quem come. É preciso um contato entre elas. O mesmo acontece com um livro ou com uma coleção deles, uma biblioteca. O livro é um objeto físico em um mundo de objetos físicos, um conjunto de símbolos mortos, sendo necessário o aparecimento de um leitor atento para que as palavras e a poesia por trás delas saltem para a vida, ocorrendo a ressurreição da palavra.”

Bispo Berkeley, citado em
“Esse Ofício do Verso”
Jorge Luis Borges

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments