“A solução está nos livros. Defendo esta teoria há anos. Tudo bem, sou livreiro, nada mais normal. Mas não defendo isso somente pensando em meu negócio, realmente acredito nisso. Vale lembrar que, muito antes de estar à frente da Livraria Cultura, já era um apaixonado por livros. Afinal, nasci no meio deles, que também sempre me deram as respostas para minhas dúvidas e curiosidades. Faça um teste: pense em um assunto qualquer e busque uma obra que o ajude a conhecer melhor o assunto escolhido. Você vai achar, garanto. E não vai achar somente uma, mas várias, para poder ter a chance de escolher aquela que melhor traduz, realmente, sua busca. Outro dia, li que a crise fez com que a venda de livros crescesse quase 2,5% na Alemanha e na França. Um dos motivos, segundo a pesquisa, é o fato de custar muito menos do que ir a um restaurante ou ao teatro. Verdade! E mais, ele pode ser lido por mais de uma pessoa, o que garante a diversão de um casal, por exemplo. O mesmo vale para um DVD. Sai mais barato assistir a um filme em casa com os amigos comendo pipoca de micro-ondas do que ir ao cinema, onde cada um tem de pagar sua entrada. Não que ir ao cinema, ao teatro, ao restaurante não tenha seu charme, mas, em momentos em que é necessário economizar, as pessoas acabam sendo obrigadas a cortar, em primeiro lugar, os gastos com lazer. Na Livraria Cultura, percebemos aumento das vendas, apesar de os brasileiros não serem leitores tão ávidos como os franceses e os alemães. Aliás, nossos amigos europeus também estão consumindo mais jornais e revistas (o número de leitores de jornais franceses teve alta de 8,2%, de acordo com a mesma pesquisa). Mas um dia chegaremos lá, com estímulo das famílias, melhora na qualidade do ensino, abertura de mais bibliotecas, livrarias, entre outras ações.”

Pedro Herz, proprietário da Livraria Cultura, na última edição da Revista da Cultura.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments