“Tony você já leu O Processo de Kafka?”

“Não comandante”, Navarro respondeu atônito. “Eu li A Metamorfose e Na Colonia Penal, mas não O Processo“.

“Então leia”, disse Che. “O livro vai lhe explicar muita coisa”. E o chofer de Guevara levou Tony de volta para casa.

“Sem que tivesse feito nada de errado, num belo dia ele foi preso”, diz a primeira frase do livro recomendado por Guevara. “Uma terrível viagem psicológica pela vida de um certo Joseph K., um homem comum que um belo dia se vê acusado de um crime que não cometeu, um crime cuja própria natureza jamais lhe é revelada” – eis como um resenhista resume o argumento do livro. Um outro diz: “Uma história sobre a prisão, julgamento, condenação e execusão de alguém que nunca chega a saber o motivo de tudo isto.”

Humberto Fontova, em O verdadeiro Che Guevara e os idiotas úteis que o idolatram (É Realizações).
Imagem retirada do livro Kafka de Crumb

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments