“Os santos tornam-se santos por, de alguma forma, apegarem-se à indômita convicção de que as coisas não são como parecem, e que o mundo invisível é tão sólido e confiável quanto o mundo visível ao seu redor. “Homens dos quais o mundo não era digno”, conclui Hebreus 11 acerca do surpreendente grupo de pessoas que reuniu, acrescentando este intrigante comentário: “Deus não se envergonha deles, de ser chamado o seu Deus.” Para mim, aquela frase dá um giro de 180 graus no comentário de Dorothy Sayer quanto às três grandes humilhações de Deus – a Igreja, em especial, tem causado vergonha para Deus, mas também tem lhe trazido momentos de orgulho, e os desolados santos de Hebreus 11 mostram como.”

Philip Yancey, em Decepcionado com Deus.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments