Em Amor é Prosa, Sexo é Poesia Arnaldo Jabor mostra-se o cronista que estamos acostumados a assistir no Jornal da Globo. Para aqueles que vivem no Rio de Janeiro, Jabor é velho conhecido nas páginas de Jornais. Por vezes católico ferrenho, por outras, liberal convicto de suas posições quanto à sexualidade, por vezes romântico irreparável, por outras pornográfico, por vezes complacente, por outras pernóstico, Jabor tece uma série de crônicas sobre amor, sexo, política, sociedade.
• Amor é Prosa, Sexo é Poesia Arnaldo Jabor Editora Objetiva (200p.)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments