“Há um transtorno mental reconhecido, uma doença mental designada “Síndrome de Jerusalém”: as pessoas vão para Jerusalém, inalam o maravihoso ar transparente da montanha e, em seguida, repentinamente, inflamam-se e põe fogo numa mesquita, numa igreja ou numa sinagoga. Ou, de outra forma, tiram as roupas, sobem numa pedra e começam a profetizar. Ninguém escuta, jamais”

Amós Oz, em Contra o fanatismo (Ediouro)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments