“Em segurança, gordo de barriga cheia, protegido pelas cercas. um pato selvagem está triste por não poder voar…”

“Em situações de tédio somos capazes de ler as coisas mais absurdas.”

“Bundas não sabem sorrir, não têm dentes a exibir, muito embora o Drummond, em seu livro O amor natural tenha escrito: ‘A bunda, que engraçada. Está sempre sorrindo. Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz na carícia de ser e balançar…’.”

“Lição aos pedagogos: criança, quando quer, aprende, especialmente se a coisa não for lição de casa.”

“É uma pena que a lei não tenha provisões para punir a estupidez e a presunção.”

Rubem Alves, em Ostra feliz não faz pérola (Planeta).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments