Pai lê para filha livro infantil no Kindle / NYT

A Amazon, por exemplo, diz que as pessoas que usam o leitor digital Kindle compram 3,1 vezes mais livros do que antes de terem o dispositivo. Este número era de 2,7 em dezembro de 2008, quando a empresa registrou sua última estatística.

“Você verá um crescimento significativo neste setor como resultado da conveniência deste tipo de leitor de livros digitais”, disse Jeff Bezos, executivo da Amazon.

A Sony, fabricante do leitor digital Reader, diz que seus clientes de livros digitais baixam aproximadamente oito livros por mês de sua biblioteca online. Este valor é superior aos cerca de 6,7 livros que o americano médio comprou no ano de 2008, de acordo com a Bowker, uma empresa de análise do mercado de livros.

O mercado dos dispositivos de leitura de livros digitais tem um novo concorrente, o Nook, lançado pela livraria Barnes & Noble na terça-feira. O aparelho será vendido por US$ 259.

Os fãs dos dispositivos de leitura sugerem que a conveniência de usar estes produtos, que oferecem um senso de controle e customização que os consumidores passaram a esperar de todos seus aparelhos, cria um maior interesse nos livros.

Outros fãs elogiam os muitos benefícios dos dispositivos de leitura de livros digitais. O Kindle e o Sony Reader, com suas telas cinzas e tamanhos variados, oferecem uma experiência satisfatória com poucas distrações para outras tecnologias.

Também é possível carregar inúmeros livros em um único dispositivo fino, assim um leitor pode trocar facilmente de um título para outro.

Os livros digitais também podem ser comprados rapidamente de qualquer local, com um ou dois cliques em aparelhos como o Kindle e o Nook, que usam tecnologia sem fio para baixar títulos da internet.

Fonte: Último Segundo
colaboração: rodney eloy

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments