“Tudo o que encontrei
na minha longa descida,
montanhas, povoados,
caieiras, viveiros, olarias,
mesmo esses pés de cana
que tão iguais me pareciam,
tudo levava um nome
com que poder ser conhecido.
A não ser esta gente
que pelos mangues habita:
eles são gente apenas
sem nenhum nome que os distingua;
que os distinga da morte
que aqui é anônima e seguida.”

João Cabral de Melo Neto, em Morte e Vida Severina (Alfaguara Brasil).

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments