A crítica teve suas ressalvas, mas o público aprovou. O seminarista, 11º romance de Rubem Fonseca, foi escolhido pelos leitores do Jornal do Brasil como o melhor livro publicado no país em 2009. Um dos lançamentos mais aguardados do ano, o livro representava não apenas o retorno do escritor ao gênero depois de quatro anos (seu último romance havia sido Mandrake, a bíblia e a bengala, de 2005), mas também seu primeiro trabalho desde a surpreendente transferência da Companhia das Letras (onde era editado desde 1989) para a Agir. Completando a lista de novidades, trata-se da primeira obra literária inédita a sair no país com versões para Kindle e iPhone

– A repercussão do livro foi enorme e comprova a capacidade de renovação de Rubem Fonseca – afirma Paulo Pires, editor de O seminarista. – Ele começou a conversar com um novo público, mais jovem. O romance mostra este pique jovial dele, com uma grande história contada de forma ágil. Um estilo que a crítica pode não gostar, mas que os leitores adoram. Fonseca utilizou a liberdade de sempre, de um escritor que tem o domínio absoluto do que faz. Leia +.

fonte: JB

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments