– Muitas vezes, vejo escrito em adesivos de carro: “Deus é fiel”. Dizer que Deus é fiel é o mesmo que dizer “o fogo é quente” ou “a água é molhada”. Deus é a própria fidelidade. É o parâmetro. Podemos dizer que Satanás é fiel, porque ele atende ao chamado, se o forr com muita repetição. Como a senhora disse antes, sua felicidade não depende de dinheiro. Não precisam mais dessas artimanhas para arrecadar fundos para nada se os dois mudarem de atitude, tenho certeza de que irão ver as coisas tomarem outro rumo.

– Outro dia, li um livro, escrito por um religioso, que trazia teorias sobre o fim do mundo. Há teorias de que a Terra vai se acabar por aquecimento, outras, por congelamento. Muitas e muitas outras maneiras. O mais provável é de que isso aconteça daqui a cento e cinquenta mil anos. Tudo bem que alguém teorize sobre isso. Mas querer ver nisso a ira de Deus para com a humanidade iníqua é uma balela que só serve para amendrontar os incautos. Com certeza, quem escreveu isso, fazendo a relação entre uma coisa e outra, não tinha a mente sadia.

– Então na sua concepção, Jesus vai esperar tudo virar um caos, para depois aparecer com uma espada de fogo, todo raivoso, e precipitar a humanidade para o inferno. Com isso, Ele mostraria seu poder aos homens. Para mim, Ele estaria passando um atestado de fracasso de sua missão na terra.

Luiz Lauschner, em Aleluia Irmão: Satanás é fiel (Limiar).

Imagem: Autor e seu livro em Manaus

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments