Numa época em que e-readers e tablets estão cada vez mais populares, o Brasil sedia um congresso inédito voltado ao livro digital, organizado pela CBL (Câmara Brasileira do Livro), e que vai acontecer entre os dias 29 e 31 de março em São Paulo. Os palestrantes foram anunciados nesta segunda-feira (22).

Entre as personalidades internacionais confirmadas estão Michael Smith, diretor-executivo do Fórum Internacional de Publicações Digitais (IDPF, na sigla em inglês), entidade que reúne a indústria de publicações digitais, ou e-books.

Diógenes Muniz/Folha Online
Brasil sedia um congresso inédito voltado ao livro digital no final do mês de março, organizado pela CBL (Câmara Brasileira do Livro)

Com mais de 20 anos de experiência no setor livreiro, Smith é considerado uma das fontes mais preparadas para falar das novas tecnologias, bem como sobre a adoção das normas do IDPF para leitura eletrônica e seus produtos.

Também está entre os palestrantes o colombiano Pablo Francisco Arrieta Gomez, que é hoje o CEO, diretor acadêmico e fundador do Monitor Capacitação Digital e consultor de empresas como Macromedia, Adobe, Wacom e Nokia.

A espanhola Arantxa Mellado, advogada atuante no mercado editorial, responsável pela criação da ediciona.com, também foi convidada a falar.

Outra presença em São Paulo é Diane Spivey, diretora de contratos e direitos autorais da Little Brown Group Book (editora que publica Stephanie Meyer, autora da saga Crepúsculo).

A espanhola Patrícia Arancibia, diretora internacional da divisão do conteúdo digital da Barnes & Noble, vem sob experiência de sete anos na publicação virtual de livros em espanhol, revistas e jornais, incluindo a edição argentina da revista “Elle” e o jornal “Clarín”.

Segundo a CBL, Entre 2004 e 2008 o faturamento do mercado saltou 37,5%, passando de R$ 2,4 bilhões para R$ 3,3 bilhões.Por outro lado, o preço médio do livro caiu no último ano de de R$ 8,58 para R$ 8 por unidade vendida, queda de 6,75%. O número de títulos lançados por ano chega a superar a casa dos 50 mil. As livrarias continuam sendo um dos principais canais de distribuição com 45,6% das vendas.

Mais informações podem ser obtidas no site do evento, cujo endereço é www.cbl.org.br.

fonte: Folha Online

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments