“Sentimentos não podem ser prometidos. Não podem ser prometidos porque não dependem da nossa vontade. Sua existência é efêmera. Só existem no momento. Como o vôo dos pássaros, o sopro do vento, as cores do crepúsculo…Não há promessas para amarrar o futuro. Há confissões de amor para celebrar o presente.”
Rubem Alves, em Retratos de Amor  (Papirus)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments