“Considero isto a maior tarefa numa relação entre duas pessoas: que uma vigie a solidão da outra. Pois, se a essência tanto da indiferença quanto da multidão consiste em não reconhecer solidão alguma, o amor e a amizade existem para propiciar continuamente oportunidades para solidão. E são verdadeiras apenas as comunhões que ritmicamente interrompem estados profundos de solidão…”

“A arte não é um fazer-se-comprerensível, mas um urgente compreender-se-a-si-mesmo. Quanto mais perto você chega a sua mais interior, mais solitária contemplação ou imaginação (visão), mais coisas foram alcançadas, ainda que ninguém entenda.”

Rainer Maria Rilke, em Cartas do poeta sobre a vida (Martins Fontes)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments