Gabriela Borges

Um dos principais charmes de Buenos Aires são os seus cafés, espalhados por diversas ruas e esquinas. Desde os tempos em que escritores, intelectuais, jornalistas e artistas se reuniam, entre os séculos XIX e XX, para conversar nas mesas de bares e cafeterias portenhas, o ato de tomar café se tornou uma instituição na capital argentina.

A qualquer hora do dia, os cafés estão lotados de clientes. É costume de moradores e visitantes da cidade fazer uma pausa durante o dia para sentar-se em uma mesa desses lugares e ler um livro ou o jornal o do dia.
Incentivando ainda mais esta tradições, o Governo da cidade de Buenos Aires lançou este ano o projeto “Yo leo en el bar”, que espalhou bibliotecas com obras do escritor Jorge Luis Borges – um dos principais nomes da literatura argentina –, em 15 importantes bares e cafeterias da cidade, conhecidos como “bares notables”.

Esses bares notáveis são estabelecimentos tombados pelo Governo portenho em 1998, por uma comissão destinada a proteger e promover os cafés, bares, casas de bilhar e confeitarias mais tradicionais da cidade.

Entre eles está o Café Tortoni, que recebia com frequência nomes como Federico Garcia Lorca e Carlos Gardel, o mais popular entre os turistas. Sua especialidade são os deliciosos chocolates quentes com churros. Outro famoso estabelecimento, o 36 Billares, além do salão de café, tem salas de jogos como dominó, dados, cartas e bilhar
Em cada um dos 15 estabelecimentos escolhidos para receber as bibliotecas de Borges há uma estante com as principais obras do autor, como O Aleph, O livro dos seres imaginários, Obras completas I-IV e Os menores contos policiais, todos na versão original, em espanhol.

Buenos Aires foi escolhida pela UNESCO como Capital Mundial do Livro 2011 e este é um dos projetos que têm como objetivo colocar ao alcance das pessoas exemplares dos mais diversos gêneros literários em lugares de reconhecido valor cultural e patrimonial de Buenos Aires.
Os livros de Jorge Luis Borges podem ser encontrados nos bares notáveis a seguir. Bom café com letras!
Fonte: IG

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments