Se alguém te perguntasse se você prefere ganhar um iPad ou 100 livros, a resposta parece óbvia, certo? Afinal, com o tablet da Apple você pode ler centenas de livros e fazer muitas outras coisas. Mas para mais de 21 mil usuários do serviço Skoob, a coisa não funciona dessa maneira. Para eles, o novo tablet da Apple não é tão empolgante quanto receber 100 títulos diferentes para exercitar a leitura.

A enquete faz parte de uma promoção no Skoob, rede social brasileira que reúne amantes dos livros. Nela, os usuários podem adicionar os livros que estão lendo, os que leram ou que desejam ler, além de sinalizar quais já possuem, montar uma wishlist e ainda trocar exemplares com outros usuários.

Conhecido como o “Orkut dos livros”ou “Orkut dos nerds”, o Skoob foi criado pelo analista Lindenberg Moreira, de 33 anos, formado em redes de computador e sistemas de informação. “Criei o Skoob conversando com um amigo”, revela. “Disse que estava lendo ‘A busca’ e ele [amigo] disse que também estava, e que seria legal se houvesse um lugar onde pudesse saber o que as pessoas estão lendo. Então fui lá e fiz o Skoob”, conta.

O site foi ao ar em 01/01 de 2009 e, no segundo dia, já contava com 5 mil inscritos. “Foi bem na época da febre do Crepúsculo” lembra. “Alguém jogou na comunidade do Orkut e muita gente se cadastrou” aponta. Hoje, a rede social conta com mais de 235 mil usuários e, desses, mais 54 mil participam da promoção que vai sortear um iPad e 100 livros para dois leitores sortudos.

skoob02.jpg

Rede social permite ao usuário montar estante de livros virtual

Moreira conta que, a princípio, ia fazer a promoção somente com o iPad, mas quis criar uma polêmica adicionando a opção dos 100 livros. “Participo dos grupos de Skoob e há essa discussão sobre e-books e livros. A gente fez essa enquete nos grupos e deu que 60% preferiam os livros ”, destaca.

Após o lançamento oficial da promoção, o quadro mudou, e a maioria prefere o tablet da Apple, comprado com a renda própria social, proveniente de parcerias com editoras e publicidade. “Agora muita gente diz que prefere o iPad porque os 100 livros não cabem na estante”, brinca.

A rede social é totalmente colaborativa e o “skoobers”, como são chamados os usuários, podem adicionar novos livros, escrever resenhas e ajudar a sinalizar títulos duplicados. Linderberg contou que pretende adicionar novos recursos ao Skoob, como a integração direta com o Facebook, a divisão da estante por categorias (como mangás e quadrinhos) e a possibilidade e agregar títulos.

Para participar da promoção, que vai até 18 de setembro, basta se inscrever no Skoob e entrar na área destinada ao sorteio, onde o usuário pode escolher se prefere o iPad ou os 100 livros. Questionado, Moreira já fez sua escolha. “Tenho mais de 2 mil livros e, por uma questão de espaço, trocaria todos por um iPad”, ri o desenvolvedor.

via Mac World

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments