Se gosta de ler mas os preços dos livros estão demasiado altos para a sua carteira, não desespere. Não tem de abdicar desse prazer só por causa do dinheiro. Há alternativas para ler bons livros e de borla.

Uma das formas é através da Internet. Não se preocupe, é completamente legal! Vários sites disponibilizam livros, dos mais clássicos aos contemporâneos, que não estão sujeitos a direitos de autor.

Se não se importar de ler noutras línguas que não o português, tanto melhor, porque existem mais livros noutros idiomas do que em português. Mas também pode encontrar muitos na nossa língua.

Entre os sites que disponibilizam livros de forma legal, pode consultar, por exemplo, o Projecto Gutenberg , que tem também disponível uma página em português .

Outra opção é o ManyBooks.net , também com livros em português . Em alternativa, há ainda o FeedBooks .

Se nada disto funciona para si e o que gosta mesmo é de segurar o livro nas mãos e sentir o cheiro do papel, também há solução.

Por exemplo, pode usar as bibliotecas municipais. Todos os concelhos têm uma e, na maioria dos casos, têm grande variedade de livros, disponibilizando ainda CD, DVD, áudio-livros, etc..

Se nunca usou uma, ou já não usa há tanto tempo que nem se lembra como se faz, nós explicamos: dirige-se à biblioteca e pede para se inscrever. Terá de deixar os seus dados, nalguns casos uma caução para garantir a devolução dos livros em bom estado, e depois é só requisitar os livros que lhe interessarem. Normalmente há um prazo máximo para a devolução do livro mas, se demorar mais tempo, não costuma haver problema: basta que, antes de o prazo terminar, renove a requisição. A maioria permite que o faça através da Internet, se lhe for mais conveniente.

A maioria das bibliotecas municipais permite a requisição de vários livros em simultâneo, por um prazo de uma ou duas semanas, que podem ser renovadas. Se na sua biblioteca não encontrar o livro que quer, é possível pedir que verifiquem se está disponível noutra biblioteca qualquer. Se estiver, pode «mandar vir» o livro.

Muitos municípios, especialmente os que são geograficamente mais dispersos, têm também serviço ambulante. Carrinhas carregadas de livros percorrem as aldeias, possibilitando a requisição de livros sem que tenha de se deslocar fisicamente à biblioteca municipal.

via TVi24

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments