O livro que obteve o valor mais alto do mundo em leilão volta a ser colocado à venda no dia 7 de Dezembro deste ano, segundo informações divulgadas ontem pela BBC.

Há uma década, “Birds of America”, obra de John James Audubon, que reúne mil ilustrações em tamanho real de 500 pássaros, atingiu a marca de 8,8 milhões de dólares.
Só são conhecidos 119 livros iguais a este, sendo que 108 estão em posse de museus e bibliotecas. O artista demorou 12 anos para completar o seu trabalho. Audubon viajou por toda a América retratando os pássaros e, em seguida, voltou para a Grã-Bretanha para imprimir os volumes e vendê-los.

Raridade de Shakespeare

“Birds of America” faz parte da colecção de Lord Hesketh, que também tem uma cópia rara do Primeiro Folio de Shakespeare, que a casa de leilões Sotheby’s considera ser “o mais importante livro de toda a literatura inglesa”. Dos 750 exemplares que provavelmente foram impressos, apenas 219 são conhecidos ainda hoje em dia.
A cópia que é colocada para venda, com data de 1623, está a ser avaliada em cerca de 1,5 milhões de libras e tem apenas três páginas em falta. É apenas uma das três cópias completas em posse de um coleccionador privado.
Além de “Birds of Americas” e do Primeiro Folio de Shakespeare, as cartas de Elizabeth I também vão fazer parte do leilão.
“Ter todas estas raridades numa mesma venda é memorável. Certamente nunca aconteceu em 15 anos”, afirmou David Goldthorpe, especialista em livros e manuscritos da casa Sotheby’s de Londres, onde vai decorrer o leilão.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments