Cresce o número de sites que oferecem bibliotecas virtuais com conteúdo de encher os olhos

Luiz Fernando Vieira

Ainda não é o ideal, mas é cada vez maior o número de bibliotecas virtuais na rede mundial de computadores, o que amplia o número de autores e obras à disposição dos leitores. E o que é melhor, boa parte do material é disponibilizado gratuitamente. Além de sites já bem conhecidos como Biblioteca Nacional Digital, Domínio Público, Biblio, Virtual Books, Uol Biblioteca, quem ingressa no ramo é o Universia Brasil. Vale a pena dar uma “surfada” pelos sites e descobrir esse verdadeiro universo de possibilidades.

O site que oferece o conteúdo mais variado é a Biblioteca Digital da Fundação Biblioteca Nacional, que é membro fundador da World Digital Library, instituição que congrega similares de várias regiões do planeta. Isso quer dizer que ela faz parte de uma rede formada por algumas das mais importantes e ricas bibliotecas do mundo. O projeto prevê a digitalização de documentos, cartas, fotos, mapas e sua apresentação nas seis línguas oficiais da ONU (inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo) e mais o português.

A Biblioteca Nacional Digital oferece desde livros raros até mapas, passando por desenhos, aquarelas, fotografias, manuscritos, partituras e gravuras. O ponto interessante é que o material, no caso dos livros raros, é digitalizado como imagem. Quer dizer que se pode ler o original do primeiro tomo da obra de Jean Baptiste Debret, Voyage Pittoresque et Historique au Brésil, ou uma obra fundamental sobre a tomada do Rio de Janeiro pelos franceses, Recueil des Combats, de Duguay-Trouin. No caso das fotos, gravuras e desenhos, é como entrar numa máquina do tempo. O francês Jean Baptiste Debret (1768-1848) consegue fazer isso com facilidade, ao mostrar um Brasil que ainda estava sendo descoberto.

O site Virtual books é o paraíso daqueles que estão estudando línguas ou querem ler livros em suas línguas-pátrias. Possui e-books em Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano e Português. É possível – para exemplificar uma combinação pouco usual – ler as principais obras do inglês William Shakespeare em Alemão. Ou ler uma obra de Sigmund Freud em Italiano. Entre os e-books em Português, a variedade é grande, com obras de escritores bastante distintos, como Pe. Antonio Vieira, Bocage, Cruz e Sousa, Hans Christian Andersen e Qorpo-santo (José Joaquim de Campos Leão).

O site Biblio odferece uma forma diferente de ler. Não é preciso baixar os livros em PDF como a maior parte deles faz -evitando lotar o HD com ainda mais material. É possível ler as obras diretamente no site, de forma rápida e prática. Outro ponto que vale destaque é o fato de o site disponibilizar a biografia da maioria dos autores, muitas delas com fotos ou pinturas (desenhos). Elas aparecem ao lado dos textos, para uma visualização rápida. Em alguns casos, também são disponibilizadas informações sobre as obras, notas explicativas.

Outro que merece destaque é o Portal Domínio Público, lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), pelo Ministério da Educação. O site permite a coleta, a integração, a preservação e o compartilhamento de conhecimentos, sendo seu principal objetivo o de promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação devidamente autorizada, que constituem o patrimônio cultural brasileiro e universal. Os números são impressionantes são mais de 158 mil textos, cerca de 11 mil imagens, 2,4 mil sons e 1,2 mil vídeos. Ali se pode encontrar a obra completa de Machado de Assis, a poesia de Fernando Pessoa, a Divina Comédia de Dante Alighieri em Português, hinos e músicas eruditas brasileiros e muito mais. Há ainda textos sobre Educação, teses e dissertações.

Já o Uol Biblioteca é uma verdadeira enciclopédia gratuita. São dezenas de livros grátis, dicionários em várias línguas, enciclopédias, almanaques, edições históricas de jornais, letras de música. O site traz ainda a Nova Ortografia, o acervo de fotografia do Instituto Moreira Sales, biografias, dicas de tecnologia, programas para download, guia de filmes em DVD. Em boa parte das vezes nem é preciso baixar nada, pois o Uol Biblioteca disponibiliza o serviço ali mesmo, na tela inicial, bastando preencher os campos em branco -como no caso dos dicionários, tradutor e do How Stuff Works (Como Tudo Funciona). O visitante também tem à disposição links para biografias e outras bibliotecas virtuais.

E existe ainda um sem número de bibliotecas virtuais temáticas, como a de Partituras Musicais, de Zoltan Paulinyi, professor de violino e composição. Ele disponibilizou, gratuitamente, centenas de partituras de música vocal e instrumental brasileira, da América-Latina e internacional, além de links de vários outros sites que se dedicam à divulgação da música erudita e popular.

Um dos mais novos membros desse grupo é a biblioteca virtual Universia Livros. Ela coloca, logo de cara, 200 obras literárias nacionais e internacionais na internet. A ação faz parte de um projeto de popularização da leitura promovido pelo Universia Brasil, rede de cooperação universitária que, também possui um portal de notícias voltado a vestibulandos, universitários, pós-graduandos e docentes. Por meio do endereço, os usuários podem, sem necessidade de cadastro, acessar e baixar as obras. Entre os autores de destaque do hotsite encontram-se Machado de Assis, Aluísio Azevedo, Raul Pompéia, Castro Alves e Ruy Barbosa, entre muitos outros. Os livros podem ser baixados em PDF e, antes de fazê-lo, o visitante tem acesso a sinopses e informações sobre as obras.

Com tanta facilidade, só não lê quem não quer.

Fonte: Gazeta Digital

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments