Guardados há mais de 130 anos, os ensaios foram escritos em 1877, pouco antes da morte do escritor cearense
“Antiguidade da América” e “A raça primogênita”, manuscritos inéditos do romancista cearense José de Alencar, serão lançados na próxima segunda-feira, 18, a partir das 14 horas, no III Festival UFC de Cultura.
Organizado pelo professor Marcelo Peloggio, do Departamento de Literatura da Universidade Federal do Ceará, o lançamento dos textos ocorrerá no Museu de Arte da UFC. Peloggio transcreveu os manuscritos, de um total de 11 cadernos repletos de fragmentos e anotações, junto com a equipe de pesquisadores do Grupo de Estudos José de Alencar, da UFC, durante três anos, no Museu Histórico Nacional, Rio de Janeiro.
Guardados há mais de 130 anos, os ensaios foram escritos em 1877, pouco antes da morte do escritor cearense. São, talvez, os últimos escritos de Alencar. De caráter filosófico e antropológico, os textos teorizam sobre a origem e a extinção da humanidade: o berço do homem seria a América e o mundo terminaria por meio de um grande massacre, no mesmo continente.
Composto por cerca de 190 páginas, com as transcrições integrais dos manuscritos, textos complementares do escritor e imagens digitalizadas, o livro traz, ainda, três artigos de pesquisadores da obra de José de Alencar: Eduardo Vieira Martins, da Universidade de São Paulo (USP); César Sabino, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e o próprio Peloggio.

Serviço

Museu de Arte da UFC

Avenida da Universidade, 2854 – Benfica

A programação do III Festival UFC de Cultura está disponível no site.

Fonte: O Povo

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments