Vivemos em uma era consumista, em que as pessoas não estão acostumadas a consertar nada. Se alguma coisa não funciona, é mais fácil e mais barato comprar um novo. Uma publicidade poderosa nos encoraja a nos concertrarmos em querer o que não temos, em vez de ficar feliz com o que temos. Isso aumenta a expectativa de que nós deveríamos ter nossos desejos atendidos rapidamente – como na propaganda de um cartão de crédito que prometia: “você não precisa esperar pelos seus desejos”. Somos incentivados a acreditar que a plenitude vem das coisas que podemos adquirir com o mínimo de esforço possível, em vez de trabalhar para conseguir alguma coisa.

Alvin Toffler, o sociológo e best-seller, escreveu que hoje em dia, as pessoas têm uma mentalidade do descartável. Elas não só usam produtos descartáveis, mas fazem amigos descartáveis, e é essa mentadalidade que cria casamentos descartáveis.

Nicky e Sila Lee, em O livro do casamento: como construir um relacionamento para a vida toda. (Encontro)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments