Existe um belo provérbio indiano que diz que “Um livro aberto é um cérebro que fala; fechado, um amigo que espera; esquecido, uma alma que perdoa; destruído, um coração que chora”. Neste post vamos falar de livros que, ainda que fossem destruídos, nenhum coração choraria por eles dada a bizarrice de seus conteúdos. Via Metamorfose Digital

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments