– Quando morávamos na Virgínia, Fugi com um afegão. (…) E então, não está aborrecido com o que lhe contei?

– Um pouco – respondi. Eu lhe devia a verdade. Não podeia mentir pra ela, dizendo que meu amor-próprio, meu iftikhar, não estava ferido pelo fato de ela ter vivido com um homeme ao passo que eu jamais tinha levado uma mulher pra cama. Aquilo me incomodava um pouco, mas tinha pensado muito a esse respeito durante semanas, antes de pedir a baba que fosse khastegari. E no final das contas, a pergunta que acabava sempre se imponto era: como é que eu, entre todas as pessoas poderia punir alguém pelo seu passado?

– Incomoda o suficiente para fazer você mudar de idéia? – perguntou ela?

– Não, Soraya. Nem de longe – respondi. – Nada do que você disse muda coisa alguma. Quero me casar com você.

Ela começou a chorar.

Fiquei com inveja. O seu segredo não existia mais.

(Khaled Hoseini, O caçador de pipas)

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments