“Na longa trajetória beckettiana, em que a fidelidade a um mesmo universo temático (a miséria, a solidão e a importência humanas) vem acompanhada por uma infidelidade aos gêneros (prosa e drama levados ao limite do reconhecível, poesia e crítica exercidas ocasional, mas não menos conscientemente), chama nossa atenção a desconfiança tão prematura de Beckett em relação a arte que parte de hipóstases do sujeito para situá-lo, imutável, num confronto com um mundo objetivo igualmente reitificado. À continua substituição das cascas sucessivas a que damos o nome de ‘eu’ corresponde um mundo igualmente cambiante e a arte deve fazer justiça à natureza movediça do terreno em que pretende promover o encontro (ou denunciar o desencontro) entre o sujeito e o universo.”
Trecho de Samuel Beckett: o silêncio possível , de Fábio de Souza Andrade

Biografia
Biografia (em inglês)

Obras

Waiting for Godot: tragicomedy in 2 acts
Como é
How It Is
Endgame
Proust
Murphy
Three novels
Collected Poems in English and French
First Love and Other Shorts

Multimídia

Beckett fala sobre produção alemã de What Where
Journal of Beckett Studies (em inglês)
Fathoms from Anywhere – A Samuel Beckett Centenary Exhibition (em inglês)
– Cena de Esperando Godot
– Trailer de Waiting for Godot (em inglês)
Quatro poemas de Beckett (em inglês e francês)
– Início do documentário Waiting for Beckett

Fonte: PNLL
Imagem: Internet

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments