Para ser escritor” é o novo lançamento da editora LeYa Brasil. Escrito por Charles Kiefer, que há 25 anos ensina o ofício de escrever, contabilizando milhares de alunos, o livro aborda diversos aspectos do processo criativo que envolve a escrita. Atento ao ritmo veloz do cotidiano, o autor optou por textos curtos, de leitura rápida, mas nem por isso superficiais. Como adverte, “o importante é não confundir pressa com rapidez”.

Além de professor, Kiefer é também um escritor experiente, vencedor de prêmios importantes. Portanto, capaz de oferecer informações úteis sobre os mecanismos de funcionamento do sistema literário e os problemas éticos e sociais da vida autoral, além de refletir sobre novas formas de expressão, por exemplo, como os blogs.
A escolha da “mote juste”, a palavra exata para nomear um objeto ou sentimento; a dialética do conto, cuja narrativa precisa mostrar e esconder em proporções que mantenham o interesse do leitor; o perigo da sacralização do próprio texto, que impede o escritor de deixar para trás sua produção em busca de uma melhor solução. Questões práticas e comuns ao universo do escritor, amador ou profissional, tratadas em “Para ser escritor”. Na verdade, discussões úteis para todos que lidam com as palavras diariamente – ironicamente, cada vez mais, com o surgimento e multiplicação das mídias virtuais.
Há também dicas específicas para os aspirantes à profissionalização, como por exemplo, não realizar lançamentos em bares, boates ou restaurantes. Kiefer repassa ao leitor o conselho que recebeu do poeta Mário Quintana, após ler seu primeiro livro: “Meu filho, escreva 200 poemas… e publique 20”.
Escritor consagrado, com mais de 30 títulos publicados, alguns com dezenas de reimpressões, ganhou diversos prêmios como a Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, e três vezes vencedor do prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro (com os livros “O pêndulo do relógio”, “Um outro olhar” e Antologia pessoal”), entre outros, publicados na França e em Portugal. Charles Kiefer oferece ao leitor valiosas lições aprendidas em uma vida inteira dedicada às letras.
Sobre o autor
Nascido em 1958, Charles Kiefer é natural de Três de Maio-RS. Estreou na ficção em 1982 com Caminhando na Chuva, novela de temática adolescente que já vendeu mais de 100.000 exemplares. Em 1985, ganhou projeção nacional com a novela O pêndulo do relógio, agraciada com o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. Em 1993, com Um outro olhar e Antologia Pessoal, recebeu novamente dois prêmios Jabuti. Desde então vem acumulando uma série de outras premiações, como o prêmio Guararapes – da União Brasileira de Escritores –, o Afonso Arinos – da Academia Brasileira de Letras – e o Altamente Recomendável para Adolescentes – da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, entre dezenas de outros. Com mais de 30 livros publicados, Charles Kiefer é professor de Escrita Criativa, na PUC-RS, e orientador de oficinas literárias particulares. Para ser escritor é o seu primeiro livro editado pela Leya.

 
 
Fonte: 45 Graus

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments