“Querido Papai Noel”: Marina, Mel e Rodrigo escrevem, postam suas cartinhas e depois ouvem histórias

Na praça central do 1º andar, as crianças têm a chance de conhecer uma parte da casa do Papai Noel que raramente é retratada: a biblioteca. A graça, ali, é usar uma mesa para escrever a lista de presentes e, depois, colocá-la numa caixinha-postal. “Espero que a minha carta chegue direitinho ao Polo Norte”, disse Marina. No mesmo espaço ficam a árvore de 15 metros de altura (com algumas luzes apagadas) e o Papai Noel, que passa quase o dia inteiro ouvindo pedidos e distribuindo balas. Nos momentos em que ele precisa se ausentar, os duendes acalmam as crianças. Explicam que era preciso “alimentar as renas”. Nesses intervalos, os pequenos são entretidos por monitores, que contam histórias natalinas.

Decoração do shopping Eldorado

Fonte: VejaSP

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments