Fabio Andrighetto, na Folha
Publicar livros sobre islamismo e protestantismo –especialmente se a edição apresentar a religião por meio de análise histórica e antropológica– parece utopia para uma editora católica, certo? Errado.


No segundo semestre deste ano, a Santuário –editora fundada em 1900 por missionários responsáveis pelo atendimento religioso–, colocou nas estantes das livrarias “Calvino e a Educação para a Solidariedade” e “Islã: Religião e Civilização”.

Os mais afoitos se lembrariam das cruzadas e da caça às bruxas, mas se esqueceriam dos salesianos, jesuítas e agostinianos –ordens religiosas dedicadas ao estudo e ao ensino. Contrariando a expectativa inicial da maioria dos ocidentais, no século 21, os católicos se mostram tolerantes e dispostos ao diálogo.
Intrigada com o espírito democrático dos vilões favoritos de Dan Brown, a Livraria da Folha falou com padre Marcelo Araújo, diretor geral da editora. Em entrevista, o eclesiástico contou quais são as (poucas) restrições impostas pelo Vaticano. Ouça aqui -> Padre 1
Padre Araújo contou quais são as restrições impostas pelo Vaticano

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments