Para a viúva Pilar del Rio, o livro, que trata do dilema ético de um trabalhador de uma fábrica de armas, é “útil e necessário”

O escritor José Saramago, que morreu nesta sexta-feira em sua casa nas Ilhas Canárias, na Espanha.
O escritor José Saramago, que morreu este ano em sua casa nas Ilhas Canárias, na Espanha. (AFP)
Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas, o livro que o Prêmio Nobel de Literatura português José Saramago deixou inacabado ao falecer será publicado em 2011, informou sua viúva, Pilar del Río.

“O livro, suponho, será lançado no ano que vem. Há várias editoras interessadas”, explicou a espanhola, que participa na Feira Internacional do Livro de Guadalajara (FIL), onde será realizada uma homenagem a seu marido, falecido em junho passado.

“Mas será publicado porque são páginas suficientemente fortes, belas, úteis e necessárias”, explicou a viúva. O tema aborda a fabricação das armas, sem tratar do tráfico de armas. “Um honesto pai de família vai trabalhar numa fábrica de armas, onde o trabalho consiste em fazer bem uma arma que vai matar outra pessoa”, antecipa.

Fonte: Veja

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments