Você já deve ter ouvido falar nos pickpockets. É a expressão, em inglês, para batedores de carteira – “trombadinhas” que tiram os pertences de bolsos (ou bolsas) sem que a vítima perceba.

E os putpockets? É exatamente o oposto! Um putpocket é aquele que coloca alguma coisa no bolso ou na bolsa sem que a pessoa perceba – seja para o bem (um dinheiro que a avó coloca na mochila do neto sem que ele se dê conta) ou até para o mal (alguém que “planta” uma droga na sua bolsa).

Mas enfim, apesar de os tais putpockets já terem sido utilizados em outras campanhas (como essa ação da TalkTalk), achei bem legal essa nova ação executada no Salon du Livre (salão do livro) de Paris, pela editora francesa Éditions Points, especializada em pocket books.

Por seu tamanho reduzido, os pocket books (livros de bolso, se preferir) podem ser facilmente transportados para ocasiões cotidianas, como a espera em uma fila de bancos e de consultórios ou em transportes públicos. Pensando nisso, e no público de 200,000 pessoas que a feira do livro atrai todo ano, a marca resolveu contratar alguns profissionais em putpocket para inserir pequenos livros nas bolsas e bolsos das pessoas no lugar.

Surpresas ao se depararem com o pocket book, as pessoas liam a mensagem na capa que dizia “discover the greatest writers in your pocket” (descubra os maiores escritores em seu bolso) e que indicava o local do estande da Éditions Points na feira. Bacana, não?

Os resultados foram bem positivos. Foram implantados cerca de 1,000 livros durante o evento. Houve um aumento de 30% de visitantes no estande da Editions Points (em relação aos outros anos do evento) e um aumento de 14% nas vendas de pocket books já no mês seguinte. Além de mais de 60,000 visitantes no website dedicado ao projeto, gerando bastante mídia espontânea digital.

Ae, editoras brasileiras, fica a dica 🙂


Fonte: Ypsilon2

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments