O gigante da internet Google mostrou nesta quarta-feira seu apoio ao estudo impulsionado pela Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) sobre a necessidade de digitalizar a herança cultural europeia, e assegurou que o acesso às obras que escaneia em colaboração com bibliotecas públicas é livre para todos os internautas.
“O relatório é uma contribuição à discussão sobre a digitalização e ressalta a importância de aumentar o acesso à herança cultural, algo que o Google apoia durante muitos anos”, indicou o porta-voz da companhia americana em Bruxelas, Al Verney. Segundo afirmou, o Google “garante que os usuários poderão acessar gratuitamente os livros de domínio público disponível através de sua ferramenta Google Books e das páginas web das bibliotecas associadas”.
Por último, afirmou que a empresa apoia e trabalha em iniciativas público-privadas de digitalização, e que as bibliotecas com as quais colaboram podem igualmente ajudar no projeto europeu Europeana – que pretende ser o maior arquivo cultural digital da Europa -, algo que já fez a Universidade de Gent, na Bélgica.
O relatório em questão, publicado nesta semana pela Comissão Europeia, reforça a importância de disponibilizar as obras europeias e faz algumas recomendações, como por exemplo, limitar o tempo de monopólio dos volumes digitalizados para sete anos. Fontes do Google consultadas afirmam que a companhia já reduziu de 25 para 15 anos seu monopólio sobre as obras que digitaliza através de acordos com bibliotecas, e destacaram que o assunto “faz parte” das negociações que a empresa mantém com esses organismos públicos.

fonte: Terra

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments