Estudo revela que formato legível dos e-readers incentiva cérebro a ser “preguiçoso”

Leitores digitais impedem o dono de absorver informações porque / Foto: Divulgação

Leitores de livros digitais tendem a absorver menos do que leram porque a informação é apresentada em uma forma muito simples. 

Dispositivos como o Kindle, da Amazon, e o Sony Reader apresentam texto em um formato legível e limpo que incentiva o cérebro a ser “preguiçoso”, tornando difícil ao usuário entender e aceitar o conteúdo que acabou de ler. 

A descoberta vai contra a ideia de que uma leitura legível facilita o aprendizado e a lembrança de informações. 

Um estudo da Universidade Princeton, nos Estados Unidos, descobriu que um número significativo de voluntários conseguiu lembrar mais informações quando elas eram apresentadas com letras incomuns. 

A pesquisa sugere que a chamada disfluência – tornar a informação difícil de entender – melhora o aprendizado e estimula uma melhor retenção do conteúdo. 


O estudo questiona o quanto fontes (tipo de letra) conhecidas como Times New Roman e Arial, usadas na maioria dos livros acadêmicos, ajudam os leitores a estudar para provas. 

Recentemente, em entrevista à revista Wired, o escritor americano Jonah Lehrer disse que estudou o assunto antes de a pesquisa ser publicada. Ele revelou ter achado mais difícil lembrar informações lidas em seu leitor digital Kindle. 

Embora os donos de um Kindle possam alterar o tamanho do texto, eles não conseguem mudar a fonte Caecilia, que Lehrer diz que permite uma leitura relaxante. 

Críticos dos leitores digitais dizem que esses dispositivos impedem o usuário de absorver informações porque sua tela e fontes dizem ao subconsciente que as palavras que transmitem não são importantes. 

Lehrer diz que fontes disfluentes, “aquelas que são comicamente feias, que fazem as pessoas rirem, tendem a ser as melhores para o aprendizado e a memória. 

– Quando vemos uma fonte fácil de ler a processamos de uma maneira estúpida, mas quando vemos uma desconhecida, cheia de traços estranhos, temos que usar o cérebro um pouco mais. Esse esforço extra é um sinal para o cérebro de que isso pode valer a pena lembrar.

Fonte: R7

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments