“Guerra é paz, liberdade é escravidão , ignorância é força” (Trecho de “1984”, de George Orwell)

O Big Brother Brasil (BBB) 11 começou somente há alguns dias e já está dando o que falar sobre os enclausurados na casa do programa de televisão. Mas há 60 anos, que a ideia de um “Big Brother”, que com sua onipresença tudo pode enxergar, existe.

Escrito em 1949, o livro intitulado “1984”, do escritor britânico George Orwell, projetava no ano de 1984 um sistema de governo autoritário, cuja população era constantemente vigiada pelo Big Brother, ou o Grande Irmão. Ele sabia tudo o que se passava em todos os lugares; conhecia cada pessoa, seguia seus passos, controlava suas atitudes. E ainda havia mais: todos deviam idolatrar o Big Brother, que por meio da repressão a quem se opusesse a ele, tentava “perpetuar” a paz.

Desde então, alguns termos e conceitos do livro tornaram-se parte do cotidiano de muitos e, sem dúvida, o termo “Big Brother” é um dos mais populares, já que foi apropriado por programas de televisão na criação de reality shows.

Este 21 de janeiro marca os 61 anos de morte de Orwell (1903-1950). O escritor, traz marcas fortemente antitotalitaristas em suas obras, que também apresentam como características o humor (através da caricatura de personagens) e a escrita rápida e fácil.

Além de “1984”, um outro livro marcante de sua autoria é “A Revolução dos Bichos” (1945), que satiriza o governo stalinista e está entre os 100 melhores livros da língua inglesa no século XX.

O nome verdadeiro de Orwell era Eric Arthur Blair. Uma tuberculose matou o criador do “Big Brother”, mas não o seu pensamento, que continua a ser visto por milhões de telespectadores em uma tela de tv.

fonte: Agora Vale

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments