Publicado originalmente em 1979, “Os Viventes”, escrito por Carlos Nejar, membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Filosofia, recebe nova edição pela editora LeYa.
Esta versão da obra traz 300 novos poemas e capítulos, como “A Casa dos Nomes”, “A Arca da Aliança” e “Entre o Bem e o Mal: Baldeações”.
Para criar, Nejar se inspirou em personagens históricos, religiosos e mitológicos, de Sísifo e Narciso a Napoleão Bonaparte.

Leia, abaixo, um trecho do livro:

Cortei a minha orelha,
para não cortar o tempo.
Para não cortar o grito
de minha cara. Para
não cortar a grama
sobre a tumba, que, hoje,
cresce. Para que possa
entrar no Reino, com
ouvidos novos. Um deles era
gasto e queria delirar
além de minha vontade
e eu cortei. Cortarei
sempre que algo me impedir
a obra que se desvairou
de alma.

(A orelha de Van Gogh)

Ficha Técnica
“Os Viventes”
Autor: Carlos Nejar
Editora: LeYa
Páginas: 560
Quanto: R$ 84,92 (preço promocional)

fonte: Folha

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments