Nada de apostilas ou livros pesados na mochila – e sem desculpas para os alunos que esquecerem o material didático em casa. Um cursinho pré-vestibular em Campinas, interior de São Paulo, decidiu substituir todas essas páginas impressas por uma solução mais leve e muito mais interativa: dar um iPad por aluno (são 100 no total) no início das aulas (10/03).

O cursinho Integral irá fornecer todo o material do corpo discente no  tablet da Apple, além de aplicativos educativos e assinaturas de jornais e revistas. “É mais um passo na direção da portabilidade, do acesso à informação e da interatividade. [O iPad] é uma ferramenta que oferece esse dinamismo” afirma Ricardo Falco, diretor da unidade Cambuí do cursinho Integral. A iniciativa não é novidade no país; uma universidade carioca anunciou um plano que pretende dar 100 mil tablets para os alunos do ensino superior.

Os alunos receberão o dispositivo da Apple “emprestado” e utilizarão o mesmo tanto em sala de aula quanto em casa e, ao final do período de 12 meses de cursinho, serão “presenteados” com o aparelho – tudo, claro, por um preço. A mensalidade custa 1475 reais, um aumento de 50% em relação ao ano anterior. Entretanto, o diretor ressalta que o aumento não se deve à implementação do tablet no cursinho, mas sim à reestruturação do modelo pedagógico. “O aumento acompanhou o formato do cursinho. O iPad não é o responsável pelo aumento”, disse Falco, que salientou que o número de alunos por sala diminuiu de 90 para 30. Segundo ele, a instituição estuda a possibilidade de expandir este programa para o ensino médio no futuro.

Para utilizarem melhor o equipamento, os professores passarão por um treinamento especial. Mas, por enquanto, não receberão um tablet para uso próprio. Questionado sobre uma possível parceria com a Apple (o que não aconteceu), o diretor disse não acreditar em uma redução de preços para comprar os tablets. “Não acredito que a Apple faça algo diferente do que está nas lojas. Steve Jobs não é tão bonzinho com a gente”, avalia.

Fonte: Mac World Brasil

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments