Mariana Caminha*

Dia da semana mais esperado na minha infância, o sábado era sinônimo de folia com os primos e muita leitura. Claro que falo aqui dos gibis, a Turma da Mônica de preferência, e de outras pequenas publicações que vez em quando encontrava na banca de jornal. Era para lá que nos levava, a mim e a minhas irmãs, Papai. De lá saíamos todas com o “pacote do dia”: uma revistinha e um chocolate. Foi assim que tomamos gosto pelas letras…

Aqui perto de casa, nas redondezas do estádio do Arsenal, há uma banca de jornal dessas que bem podiam ser brasileiras. Pequena, simples, tentadora. Nela, todo tipo de tabloide, revistas, grandes periódicos. E, para a minha surpresa, um jornal feito especialmente para crianças de 7 a 14 anos. Que ideia maravilhosa…

Trata-se do First News, publicação semanal aguardada ansiosamente pela garotada todas as sextas-feiras. Nela estão notícias atuais, nada de desenhos, como se poderia imaginar. Tudo feito e escrito de forma a criar nos pequenos a paixão de ler. Mais que isso, uma das metas do First News é fazer da leitura um hábito, hobby a ser cultivado desde a mais tenra idade.

O jornal foi criado em 2006, sob as bênçãos da família real e de personalidades com o jogador David Beckham. Sucesso desde o seu lançamento, hoje o First News é assinado por uma em cada quatro escolas no Reino Unido, e alcança 763 mil crianças todas as semanas.

Os ingleses leem muito, não importa o quê, de jornais de terceira a grandes clássicos, e parecem cada vez mais preocupados em passar o hábito às próximas gerações.

São muitas a organizações independentes que levam a sério essa tarefa. Exemplo disso é a KidsAndReading, que aconselha famílias e promove atividades para pais e crianças a partir dos cinco anos, idade com a qual muitas delas já se encontram alfabetizadas.

Entre as ações que presenciei por aqui está o D.E.A.R. days, abreviação de “Drop Everything And Read”, em português, “Deixe tudo de lado e leia”. A idéia é literalmente esta: as crianças são convidadas a trocar brinquedos e deveres de casa por um livro. Bem famoso nos Estados Unidos, o D.E.A.R day está-se popularizando na Inglaterra, onde a criançada também costuma vestir-se como seus personagens preferidos.

Voltando da banca de jornal, daqui de Londres, fechei os olhos e me lembrei da sensação de ler aquelas historinhas com sabor de Sonho de Valsa… Também me deu vontade de voltar ao nosso Brasil, onde meu Pai está à espera do netinho Fabrício, com quem certamente sairá todos os sábados de manhã para comprar revistinha, na banca de jornal de uma certa quadra de Brasília…

 

*Mariana Caminha é formada em Letras pela UnB e em jornalismo pelo UniCEUB. Fez mestrado em Televisão na Nottingham Trent University, Inglaterra. Casada, mora em Londres, de onde passa a escrever para o Blog do Noblat sempre às segundas-feiras. Publicou, em 2007, o livro Mari na Inglaterra – Como estudar na ilha…e se divertir

Fonte: Blog do Noblat

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments