Um novo conceito de leitor de livros eletrônicos está surgindo: a tela de qualquer aparelho que tenha acesso à internet. Um projeto da Inventive Labs, chamado Monocle, permite que livros sejam colocados de maneira simples em páginas web, oferecendo uma leitura bastante confortável. O projeto é open source, o que amplia as possibilidades por não haver restrições de direito autorais.

O debate “acesso X propriedade” parece crescer cada vez mais rapidamente no mundo editorial. A Inventive Labs lançou recentemente a versão beta do site para seu novo conceito de e-reader: o Booki.sh. Tudo que você precisa para usar Booki.sh é um navegador. Faça o login e poderá ler seus livros. Não há necessidade de software ou arquivos para download, os livros estão todos “na nuvem”. Ou seja, você não é dono dos livros, no sentido tradicional, apenas possui o direito de acessá-los.


Algumas livrarias já estão experimentando esse conceito de “aluguel” ou acesso de conteúdo na nuvem. Recentemente, a Austrália conheceu sua primeira loja nesse modelo, a Readings Ebooks, que funciona na plataforma do Booki.sh.

Este modelo de negócio permite empréstimos do material e abre a possibilidade de revenda de ebooks. Em um post recente, Joseph Pearson (@josephpearson), uma das mentes por trás do Book.ish, argumentou que o acesso pela nuvem é um modelo diferente de propriedade:

… Se você é “dono” do arquivo de um e-book, ele tem algum tipo de código de segurança, como o DRM. Esta é realmente a definição mais anêmico de “propriedade” que eu consigo imaginar. Eu não vejo como você pode ter certeza que o arquivo está seguro e você terá acesso contínuo a ele depois de algum tempo. A tecnologia está mudando muito rapidamente. Nem todos os e-readers conversam entre si. Ou seja, você perderá toda a sua biblioteca se mudar de plataforma.

Se o livro for uma URL, ou seja, um link, será muito mais fácil alguém emprestar um livro a um amigo: basta simplesmente dar a senha e o endereço de web. E mais, você terá o direito de vender o acesso a esse ebook, basta transferir o login daquela material a uma outra pessoa.

Esse tipo de ideia ainda está dando os primeiro passos, mas você o vídeo abaixo mostra como funciona esse modelo. Mais informações no site do Monocle.

Agência Pavanews, com informações de O’reilly Radar

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments