A Biblioteca Nacional Espanhola deverá no final do próximo ano somar 130 mil obras digitalizadas, num total de 7 milhões de páginas, adianta a imprensa espanhola, com base em informação fornecidas pela diretora da instituição, Gloria Perez, numa entrevista à agência Efe.

O projeto espanhol arrancou em 2008, com o objetivo de em cinco anos digitalizar 200 mil obras relevantes na história cultural do país. Em 2011 o projeto segue, embora moldados pela crise, que dita uma redução de 4,5 por cento no orçamento disponível, face ao ano anterior.

Em processo de digitalização estão manuscritos, livros do século XVIII e XIX, jornais ou fotografias espanholas e ibero-americanas.

O atual projeto de digitalização de documentos históricos é financiado pela Telefónica, que já prometeu continuar o apoio ao projeto para lá dos cinco anos acordados.

A diretora da Biblioteca Nacional Espanhola assegurou à Efe que só apoios como o da Telefónica têm permitido avançar para o mundo digital, recusando as constantes ofertas da Google.

Fonte: Tek

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments