Publicado originalmente por Tamyris Torres no Ponto Marketing

Com o advento das tecnologias da informação, com a web 2.0 e com o crescimento vertiginoso das mídias e redes sociais, também existem outras possibilidades além de estar conectado on timefull time.

Doenças na retina podem ser um risco iminente para quem precisa estar sempre conectado. Ao ficar por muitas horas na frente do computador, a frequência do piscar diminui em média de 22 vezes por minuto para 15, levando uma menor lubrificação dos olhos, o que pode gerar a síndrome da visão do computador, que é caracterizada por um cansaço visual, desconforto ocular, ardência nos olhos, sensação de areia ao piscar, olhos vermelhos, sensibilidade à luz, entre outros.

O que os e-books tem a ver com isso?

Uma das suas maiores vantagens é a portabilidade. Imagine-se na seguinte situação: estudos, provas e trabalhos a serem feitos e você tem pelo menos 5 livros para estudar. Quem não gostaria de ter apenas um pendrive para gravar todos eles e poder levar para onde quiser?

Quem é que não quer ler um livro que pode ser baixado a qualquer momento e em instantes publicado no outro lado do mundo, por exemplo? Sem contar que devido à facilidade de divulgação, custo zero com impressão e sem taxas caras com a produção, a ideia de ler um e-book é quase perfeita.

Porém, existem fatores que precisam ser reconhecidos nesse caso. Quem gosta de ler um livro deitadinho no aconchego da sua cama e não tem um tablet, ou quem leva a sério as campanhas para salvar o nosso Planeta – o que é uma necessidade – e não imprime todas aquelas páginas do seu e-book, também tem mais um motivo para se preocupar…

De acordo com o dr. Alessandro Lira Frischgesell, oftalmologista, membro da SBO e especialista em segmento anterior, pálpebras e vias lacrimais, os e-books são agentes em potencial para gerar a síndrome da visão do computador, “pois devido ao tipo de iluminação da tela e do contrastes das letras com o fundo do display, muitas pessoas acabam contraindo a doença. Para amenizar estes sintomas é necessário ter pausas a cada 50 minutos ou em intervalos menores, variando a partir dos exames de cada paciente”.

A dica é colocar um lembrete tipo post-it no canto do monitor para manter o ato de piscar e assim aumentando a lubrificação dos olhos, principalmente quem usa lentes de contatos. É importante também atentar a outros fatores como a postura corporal e a circulação sanguínea dos membros, pois desta forma podemos obter uma melhora através de uma breve caminhada e alongamento do corpo em intervalos contínuos, salienta o dr. Alessandro.

Os formatos disponíveis para essas obras são muitas (.pdf; .doc; .txt; .lit) e por aí vai, mas eu sinceramente acho que o velho e bom livro, com cheirinho de ácaro, letras serifadas e uma bela capa que destaque o título tem ainda o seu charme e valor. Sou amante das novas tecnologias, mas eu não me esqueço das coisas boas e antigas. Tudo o que fazemos, se soubermos dosar sempre dá bom caldo!

Fica a dica!

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments