Uma colecção rara de desenhos do ilustrador infantil Edward Ardizzone para a história de “The Adventures of Huckleberry Finn”, de norte-americano Mark Twain, foi encontrada num estudo de Anthony Beal, presidente da editora Heinemann Education e fundador da colecção de livros New Windmill.

Publicado originalmente no site Publico

A descoberta aconteceu quando as filhas de Anthony Beal decidiram arrumar o estúdio do seu pai. No meio dos livros encontraram uma colecção completa de 37 desenhos de Edward Ardizzone para Mark Twain. Publicados em 1961, e nunca mais vistos pelo público, os desenhos estão agora expostos na galeria Illustration Cupboard, em Londres.

“Nós sabíamos que Ardizzone tinha sido um amigo do nosso pai desde os tempos da editora”, disse Kate Beal ao “The Guardian”, explicando que descobriram os desenhos “por acaso”. “Ele [Anthony Beal] guardava tudo.”

O britanico Anthony Beal é mais conhecido pelo desenvolvimento da colecção New Windmill, que publicou, entre outras, a história de Huckleberry Finn, ilustrada por Ardizzone. “Nos anos 1960 e 1970 a ilustração era uma forma de levar os clássicos às crianças, tornando as histórias mais próximas das crianças. Nesta altura, não acharíamos que as ilustrações de Ardizzone eram para crianças, mas na altura em que foram desenhadas eram de certeza”, acrescentou a filha de Beal.

Nascido em 1900, Ardizzone venceu a medalha Kate Greenaway, um dos maiores prémios britânicos para a ilustração infantil, e ilustrou inúmeros livros de autores muito conhecidos da época como Eleanor Farjeon, Philippa Pearce e Dylan Thomas. Em 1971 recebeu a Ordem do Império Britânico e morreu em 1979.

“As Aventuras de Huckleberry Finn” foi publicado, pela primeira vez, em 1884. A historia depressa se tornou um sucesso e ao longo das décadas tem sido traduzida para várias línguas e tem tido várias adaptações, incluindo para peças de teatro, séries animadas de televisão e até mesmo para o cinema.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments