“Se você não tem um cachorro – pelo menos um -, não há necessariamente alguma coisa errada em você, mas pode haver alguma coisa errada na sua vida.”   Vincent Van Gogh

Cristina Danuta

Que os cachorros fazem um enorme sucesso na literatura nem é preciso dizer. São inúmeros os livros, e até filmes, inspirados neles. Talvez você não se lembre de “Lassie”, que se tornou um grande sucesso na TV por volta dos anos 60, mas com certeza se emocionou lendo as páginas de “Marley e Eu”, livro escrito pelo jornalista John Grogan para contar as aventuras e traquinagens de seu cachorro, Marley, e que também acabou ganhando as telas do cinema.

No entanto, nunca um cachorro teve uma homenagem tão famosa quanto “Epitáfio para um cão”, do poeta inglês Lord Byron. O poema, de 1808, foi escrito em homenagem a Boatswain, seu cão Terra Nova.

Boatswain morreu de hidrofobia em 1808 e o escritor o enterrou dentro de sua propriedade, construindo um monumento em sua homenagem. Lord Byron ficou cuidando de seu amigo até a morte, correndo inclusive o risco de contrair a doença. A homenagem ficou gravada na lápide de Boatswain. Byron pôde, assim, imortalizar todo o carinho e amor que sentia por seu querido amigo.

Conheça mais alguns escritores com seus amigos caninos.

Lord Byron e Boatswain

A. Tchekhov

 

Jorge Amado / Foto de Otto Stupakoff

William F. Buckley / Foto: Jill Krementz

Ann Pachet e Rose / Foto: Jill Krementz

Imagens: New York Social Diary e internet.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments