Fonte: Diário do Grande ABC

Um dos best-sellers dos anos 2000 acaba de ganhar versão em quadrinhos. O romance O Caçador de Pipas em Quadrinhos (Editora Nova Fronteira, 136 páginas, R$ 39,90) é uma lindíssima HQ que apresenta por meio de ilustrações o drama que se passa entre Afeganistão, Estados Unidos e Paquistão.

A história é escrita por Khaled Hosseini e acompanha a vida de Amir, garoto que vive sua infância nas ruas da cidade de Cabul antes de ela ser invadida pelo regime Talibã. Seu grande companheiro de aventuras é Hassan, filho do empregado da família e com quem se diverte ao soltar pipas e contar as histórias que escreve.

A forte relação de amizade entre eles é abalada após grupo de jovens agredir Hassan em momento que acaba por redefinir o destino de ambos. Após muitos anos, Amir se vê obrigado a deixar os Estados Unidos para retornar para sua terra natal e tentar encontrar a paz que tanto deseja ao resolver questões do passado envolvendo o antigo amigo.

Os conflitos existenciais de Amir se refletem na dura missão de fazer com que seu pai se orgulhe dele. A busca pela aprovação influencia de maneira direta a amizade sincera com Hassan, uma vez que o garoto tem sua vida completamente mudada.

O tom sério e maduro apresentado pela trama é mantido nas páginas da HQ e nos diálogos dos personagens. Apesar do conto já ter ganhado versão para os cinemas em 2007, as imagens da publicação parecem não ter sido muito influenciadas pelo filme – embora algumas semelhanças surjam, já que foram baseadas em cenário real.

As ilustrações do projeto são assinadas pelos italianos Fabio Celoni e Mirka Andolfo. A dupla consegue lidar muito bem com a mescla de momentos alegres e dramáticos. As imagens ajudam a tratar certas cenas mais pesadas com a sutileza necessária que o livro talvez não consiga retratar. Destaque também para o trabalho de luzes e sombras que se misturam entre as pipas, casas, árvores, muros, mercados e até mesmo as ruínas da cidade.

Como toda adaptação, O Caçador de Pipas em Quadrinhos deixa para trás algumas passagens da obra original. Apesar dos cortes, o enredo da história criada por Khaled Hosseini em seu primeiro livro se mantém consistente o bastante para emocionar o novo público a ser atingido pela obra ilustrada.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments