Lisboa, 09 jun (Lusa) – As cinzas do escritor português José Saramago serão depositadas no dia 18, às 11:00, junto à Casa dos Bicos, em Lisboa, precisamente um ano depois da morte do Nobel da Literatura, anunciou hoje a Fundação Saramago.

A cerimónia – “que não será de despedida, porque há pessoas a quem não se pode dizer adeus”, refere a fundação – contará com a intervenção de Jorge Vaz e Carvalho, que lerá “Palavras para uma cidade”, da escritora Lídia Jorge e do grupo de percussão Tocá Rufar.

Um ano após a morte de José Saramago, as cinzas serão depositadas no Campo das Cebolas junto a uma oliveira de Azinhaga do Ribatejo (onde o autor nasceu), a um banco de jardim e a uma placa com a frase “Mas não subiu para as estrelas, se à terra pertencia”, retirada do romance “Memorial do Convento”.

Além desta cerimónia, que será encerrada pelo presidente da câmara de Lisboa, António Costa, em Portugal e Espanha estão previstas outras iniciativas que recordarão José Saramago.

José Saramago morreu a 18 de junho de 2010 aos 87 anos, deixando uma obra literária publicada em todo o mundo e premiada em 1998 com o Nobel da Literatura.

O legado de Saramago, enquanto escritor e cidadão, será continuado na Fundação Saramago, que ficará instalada, a partir de novembro na Casa dos Bicos, em Lisboa.

Fonte: SIC Notícias

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments