Texto originalmente publicado em ESHOJE.

“A mensagem que o cristianismo de hoje prega é tão distante da mensagem que Jesus pregava como é o dia da noite”

Yeshua é o seu nome, em português Jesus. Para algumas pessoas isso não é novidade, o surpreendente é que ele não morreu aos 33 anos, muito menos traído por Judas. A sua crucificação aconteceu quando sua mulher, Maria Madalena, estava grávida de três meses, de uma menina. Tudo isso está na obra ‘Jesus, a Semente’, que promete desmistificar a vida e morte de Jesus, será lançada no dia 12 de outubro, em São Luís, Maranhão, para então chegar às livrarias de todo o país.

“Julgo que a revelação de quem realmente traiu Jesus, quais os seus motivos, qual a oportunidade e qual o proveito que daí retirou é algo que vai não só chocar os cristãos como pode vir abalar os alicerces da fé de quem partilha com o Papa de sua afirmação (no seu livro “Jesus de Nazaré”) de que não há diferença entre o Jesus Histórico e o Jesus da fé”, revelou o escritor português Soham Jñana. Ainda segundo ele, o responsável pela morte é alguém cujo nome nunca foi apontado como culpado até os dias de hoje.

O escritor explicou que chegou nessa conclusão aplicando uma técnica criada por ele: a Técnica de Extrapolação Mosaical (TEM). A revelação do traidor foi uma das principais peças do quebra-cabeça para a reconstrução da vida de Jesus, segundo o escritor. Verificada a sua validade, outras peças soltas puderam ser encaixadas.

Entre elas, uma se refere como e o momento que Jesus soube o que estava prestes a acontecer. A outra diz que o seu nascimento não foi em Belém. Que sua morte ocorreu aos 39 anos de idade, quando foi crucificado. E por aí vai. Inclusive, narra mês a mês, semana a semana, e até dia a dia, períodos anteriores a sua concepção.

Soham Jñana esclareceu que a historia faria sentido a partir do momento que o leitor estivesse inserido no contexto pessoal, humano e histórico em que Jesus viveu. Deste modo, surgiu a necessidade de uma introdução, com explicações sobre quem era o homem Jesus e o que eram “os judaísmos” do século I. Assim, se fez imprescindível a criação do primeiro livro da trilogia com 800 páginas. E, o segundo livro, com 600 páginas, destinado a reinterpretação da mensagem.

Apesar das revelações polêmicas o autor afirma está consciente do conteúdo publicado, pois a pesquisa está sustentada em provas testemunhais ou circunstanciais. “Agora, não há como responder a qualquer contestação sobre a veracidade ou autenticidade de alguma revelação sobre o Jesus Histórico contida no livro quando a réplica é formulada por pessoas fanáticas, intolerantes repletas de um zelo religioso cego. Essas pessoas irão sempre sustentar sua réplica no fator fé, objetivamente insuficiente, mesmo que arrazoada com grande convicção”, pontuou.

A Verba – A verba arrecada com a venda dos livros será destinada a uma fundação, ainda em definição, para a criação que proporcione uma nova espiritualidade, desvencilhando-se de crenças, dogmas e ritos dizimeiros e/ou mercantis.

Polêmicas
– A razão do primeiro cisma entre os seguidores de Jesus um ano após sua morte
– O sentido místico e espiritual do Graal
– Como e quando Jesus percebeu que não conseguiria cumprir seu Chamado messiânico
– O porquê de seu túmulo está vazio
– O verdadeiro culpado da morte de Jesus Soham Jñana
– A subseita farisaica que pertencia
– A subseita farisaica a que Jesus e João Batista pertenciam dispunha de uma sinagoga em Jerusalém
-Jesus não era um operador de milagres mas, um homem que procurava cumprir o seu Chamado messiânico
– O “Chamado messiânico” que Jesus recebeu aos 35 anos
– Jesus com 20 anos de idade assumiu a função de chefe de família
– Jesus ficou noivo aos 36 anos de idade, três anos antes de morrer
– As escolas farisaicas onde Jesus estudou
– Os mestres de Jesus
– Dados inéditos sobre a infância e juventude de Jesus
– O padrasto de Jesus depois da morte de José
– A história da vida do pai biológico de Jesus
– A emancipação de Jesus
– A classe social de Jesus
– Local de nascimento de Jesus que não foi Nazaré e nem em Belém
– O que aconteceu com os avós de Jesus antes dele nascer

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments