Escrever não é tarefa fácil. Mas o pior é expor-se ao criticismo e à rejeição por parte das editoras. O importante é que se mantenha focado no seu sonho. Vai ver que mais dia menos dia, o seu nome estará na capa de um livro que, por acaso, até foi escrito por si!

Publicado originalmente por Solange Sousa Mendes no ISabe

Caminos

1 – Pesquise. Faça uma pesquisa de editoras e agentes que sejam especializados nas áreas que escreve. Assim, quando tiver terminado o seu livro, procure-os individualmente e explique-lhes a razão de os ter escolhido e o porquê de eles deverem apostar no seu trabalho.

2 – Peça opiniões a amigos ou familiares. Peça a alguém (não tem de ser um profissional) que leia a sua obra e que lhe dê a opinão acerca dela. Analise as criticas menos boas e depois faça uma auto-análise. É bem possível que as observações dos seus amigos tenham razão de ser.

3 – Considere a hipótese de enviar o seu trabalho a um editor freelancer profissonal para que ele o analise, antes de o enviar para a editora ou agente. Este pode ser peça fundamental para o ajudar a limar arestas do texto, conduzindo-o à perfeição… ou quase!

4 – Reveja o texto. Antes de enviar uma amostra do seu livro ou o próprio para as editoras e agente, reveja-o. Certifique-se que não vai com erros ou gralhas. Peça, agora sim, a opinião deles (profissionais) e aceite também as suas criticas, mesmo as menos positivas. O importante é que estas sejam construtivas e o ajudem a evoluir na arte de bem escrever.

5 – Tenha consciencia que os agentes estão sempre a pular de um lado para o outro. Podem mudar de agencia e começar a tratar de outras áreas temáticas. Por isso, certifique-se que o agente que pretende continua a trabalhar no tema que está a escrever.

6 – Escreva uma sinópse. Escreva um pequeno resumo do que trata o seu livro. Só quando estiver confiante que é um trecho apelativo e que possa despertar o interesse da editora ou agente é que o deve enviar.

7 – Escreva uma carta ao agente. Finalmente, perca a vergonha, e escreva uma carta a pedir oficialmente ao agente que o represente. Descreva o género, o título e faça um sumário do livro em poucas frases.

8 – Siga os critérios para a submissão da obra. Informe-se na editora sobre os trâmites a cumprir para submeter a sua obra a apreciação. Cumpra à risca o que lhe for pedido. Não dê mais nem menos.

9 – Seja persistente. Não deixe de submeter as suas obras para serem publicadas, só porque acabou de levar uma nega. É normal que algumas não sejam aceites. Faz parte do ser escritor. Continue a tentar. A partir do momento que uma for aceite, o sucesso há-de ser mais fácil de alcançar.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments