Publicado originalmente no Terra

O primeiro dos 18 volumes do livro de cartas do Nobel de Literatura de 1954, Ernest Hemingway, será publicado em outubro após nove anos de intensas pesquisas, anunciou nesta sexta-feira (17), em Havana, Cuba, uma especialista americana.

O primeiro volume da obra, que no total compila “seis mil cartas”, reúne as que o jovem Hemingway “escreveu entre 1907 e 1922” e nas quais ele “relata suas experiências na I Guerra Mundial (1914-1918)”, explicou Sandra Spanier, professora da Universidade da Pensilvânia.

Nessa correspondência, Hemingway (1899-1961) também “narra seu casamento com sua primeira esposa, Elizabeth Hadley” e sua viagem “à França, onde conheceu os mais importantes nomes da literatura do século XX”, acrescentou a especialista, citada pela agência cubana Prensa Latina.

Spanier, que começou a reunir as cartas de Hemingway em 2002, apresentará seu projeto no sábado, no 13º colóquio internacional sobre a vida e a obra do escritor americano, que abriu seus debates nesta quinta-feira (16) no Hotel Ambos Mundos, de Havana, com a participação de outros especialistas americanos.

Nas cartas, “Hemingway descreve as vivências de sua juventude em Oak Park, estado do Illinois (noroeste dos Estados Unidos), sua terra natal, e a relação com seus pais, irmãos, avôs e colegas de escola”, disse Spanier, após destacar que “encontrá-las foi um processo complexo” no qual trabalhou uma equipe de cientistas, inclusive alguns cubanos.

Segundo a especialista, as missivas desfazem inclusive os rumores sobre “a tensa relação” que o romancista teve com sua mãe e “revelam que entre eles existiu um amor profundo e que ele era um bom filho”, acrescentou.

Hemingway viveu 21 anos (1939-1960) em Cuba. Hospedou-se inicialmente no hotel Ambos Mundos, no centro histórico da capital, antes de fixar sua residência em Finca Vigia, casa colonial a 25 km de Havana, onde escreveu sua obra-prima, O Velho e o Mar.

Além do colóquio, que termina no domingo (19), na semana passada Cuba dedicou ao aniversário de 50 anos da morte de Hemigway o Torneio Internacional de Pesca da Agulha, que o escritor americano fundou em 1950.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments