Agência Pavanews, com informações de Pew Internet
A percentagem de adultos americanos que possui um leitor de livros eletrônico [e-reader] chegou aos 12% em maio de 2011, contra 6% em novembro de 2010. E-readers, como um Kindle ou Nook, são dispositivos portáteis projetados para permitir que os leitores baixem da internet e leiam livros e periódicos. Esta é a primeira vez desde a Pew Internet Project começou a medir o uso desses aparelhos, em 2009, que a posse deste dispositivo atingiu dois dígitos.

Tablets são computadores portáteis, semelhantes aos e-readers em tamanho, mas projetados para ter todas as funções de um computador, inclusive ler livros. Em maio de 2011, 8% dos adultos afirmaram possuir um tablet, como iPad, Samsung Galaxy ou Motorola Xoom. É quase o mesmo percentual que declararam possuir este tipo de dispositivo em janeiro de 2011 (7%), e representam um aumento de apenas 3 pontos percentuais na propriedade desde novembro de 2010.

Crescimento ao longo do tempo

O levantamento estatístico foi realizado entre abril e maio deste ano, apenas com adultos (18 anos ou mais), incluindo pesquisas em Inglês e Espanhol feita por telefones fixos e celulares. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Leitores de livros eletrônicos e tablet ainda estão bem abaixo da popularidade de outros dispositivos tecnológicos. Os telefones celulares são, de longe, os aparelhos eletrônicos mais popular entre nos EUA hoje, seguido por computadores pessoais [desktop], laptop, aparelhos de DVD e MP3 players .

Ambos os e-reader e tablet propriedade muito atrás de outros dispositivos

 

Uma tendência de consumo chama atenção. Cerca de 3% dos adultos entrevistados possuem tanto um e-reader quanto um tablet. Nove por cento possuem apenas um e-reader, enquanto 5% possuem apenas um tablet.

Três por cento de todos os adultos possuem tanto um e-reader e um tablet

 

Confirmando outras tendências globais no consumo de dispositivos móveis, esta é a primeira vez que os laptops são tão populares quanto os desktops entre os adultos dos EUA. Em novembro do ano passado, o número de desktops ultrapassava os laptops em 8 pontos percentuais: 61% a 53%. Este padrão de mudança confirma o declínio constante na popularidade de desktops que poderão deixar de existir em breve. Hoje, os laptops já ultrapassaram os desktops em popularidade entre os adultos com idade inferior a 30 anos.

 

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments