Fontes: AdNews e Gizmodo

Os estudantes de toda Coreia do Sul trocarão, até 2015, os livros de papel pelos digitais, segundo o Ministério da Educação, Ciência e Tecnologia do país.

O ministério disse que vai investir $ 2 bilhões para conversão dos livros, inserção de Wi-Fi nas escolas e fornecimento de tablets para alunos de de baixa renda.

“Nós não esperamos que a mudança para livros digitais será difícil, pois os estudantes de hoje são muito acostumados com o ambiente digital”, disse uma autoridade do ministério. Espera-se que o novo plano ajude os alunos pois, caso percam alguma aula, podem fazer aulas substitutas online.

Provavelmente, o governo vai escolher os aparelhos fabricados pela sul-coreana Samsung gigante ao iPad da Apple.

Inicialmente, serão usados tanto os livros em papel, como os tablet PCs; a transição para livros digitais deve acabar em 2015.

A Coreia do Sul é a primeira a declarar um plano de livros digitais implementado na educação nacional e este pode ser o primeiro passo para que outros países sigam o exemplo. Somos um pouco céticos a respeito de tablets na sala de aula, pelo menos no Brasil: a ferramenta é ótima – mas os usos, nem sempre. Esperamos que a experiência na Coreia nos ensine a usar melhor o computador em sala de aula.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments