Publicado originalmente no Planeta Sustentável.

No livro CRA$H!: Uma breve história da economia, o jornalista Alexandre Versignassi explica diversos aspectos da economia atual a partir do que ocorreu num passado bem distante. Saiba como a crise das tulipas, na Holanda do século XVI, ajudará você a entender a alta da Bovespa

Você sabia que alguns conceitos da economia, como bolsa de valores ou mercado de derivativos, não são tão contemporâneos assim? Pois é. Saiba, por exemplo, que a inflação é um fenômeno que ocorreu primeiro com os romanos e, desde aquela época, usamos a mesma estratégia pra enfrenta-la: o congelamento de preços, instituído por um César. A tática arrasou o Império Romano e, depois de dois mil anos, o mesmo ocorreu no Brasil.

As crises econômicas, como as ocorridas em 2008 ou na Grande Depressão, também não são novas. Desde quando prosperaram as primeiras economias, elas se repetem. Com a euforia econômica e quanto maiores as possibilidades de dinheiro fácil, maior a chance de queda.

Outra curiosidade é que as moedas falsas que salvaram a Grécia antiga de uma tragédia econômica deram origem ao papel que usamos hoje como moeda. Também é interessante que a alta de 400% da Bovespa em cinco anos, no começo do século XXI, se explica na crise das tulipas da Holanda, no século XVII.

Essas relações entre aspectos da economia atual e passada, e muitas outras, estão no livro CRA$H!: Uma breve história da economia – Da Grécia antiga ao século XXI, do jornalista Alexandre Versignassi, editor das revistas Superinteressante e Aventuras na História.

Versignassi traça um panorama histórico do dinheiro, das crises financeiras e da especulação. O leitor entenderá como funcionam as bolsas de valores, os Bancos Centrais e políticas monetárias, além de como o dinheiro em papel – que substituiu moedas como sal, couro e tabaco – movimenta a economia. Com uma linguagem clara e sem jargões, o livro pretende explicar os assuntos mais enigmáticos da economia.

Comments

comentários

Powered by Facebook Comments